Joseph Shulam

14
mar

E agora, mulher?

A mulher moderna precisa desenvolver vários papéis em um mesmo dia e, muitas vezes, ao mesmo tempo. Ser mãe, esposa, profissional e serva não é uma tarefa fácil, e cresce o número de mulheres que têm exigido muito de si mesmas na busca pelo êxito. Mas é possível, sim, cumprir com as responsabilidades sem sofrer tanto.

Com o aumento de casos de suicídios entre lideranças religiosas, Comunhão reuniu especialistas para levantar as possíveis causas que as levam a tirar a própria vida. O formato inédito do evento Comunhão Debate trouxe questões científicas e preventivas.

O que justificaria defender que a Justiça determine a morte de alguém? Pesquisa indica que 57% dos brasileiros são favoráveis à pena de morte como solução para o problema dos presídios em condições sub-humanas, onde os encarcerados não trabalham, dificilmente participam de algum projeto socioeducativo e são controlados pelo crime organizado. O aumento descontrolado da violência tem feito muita gente desejar a morte de criminosos.

Você crê na união entre judeus e cristãos? Em visita à redação de Comunhão, o mestre em Arqueologia Bíblica e rabino Joseph Shulam, que lidera a mais antiga sinagoga de judeus messiânicos de Israel, a “Roê Israel”, falou sobre as raízes do preconceito entre essas crenças.

No Novo Testamento são descritas quatro formas de amor e, a cada mês, iremos abordar uma delas: eros (associado ao romantismo); philos (à amizade); storgé (à afeição) e ágape – amor perfeito, da glória, da compaixão, que marca a estreia da série “As Formas de Amar”.